Stranger Vix (Mundo das Trevas – Second Sight)

stranger vix

A campanha Stranger Vix nasce pegando carona na série de grande sucesso do canal Netflix, Stranger Things. Mas este projeto não é voltado para adaptar a série para o RPG, mas sim tem o objetivo de criar todo um cenário sobrenatural para a cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, pegando inspiração nas coisas estranhas e sobrenaturais que são ditas existir na região. Para isso iremos recolher contos, histórias e lendas sobre a cidade de Vitória e suas redondezas, explorando ao máximo nossa mitologia e criaturas sobrenaturais, criando um cenário onde os mestres e jogadores possam se inspirar para jogar usando seu sistema preferido, ou usar como motivação para transformar sua cidade, seja qual for pelo Brasil afora, em algo estranho também.

O fato de escolhermos o sistema do Mundo das Trevas é devido a afinidade com o cenário mostrado nos diversos livros do jogo e por acreditar que ele representa melhor os tipos de histórias que iremos contar, mas nada impede de que os mestres usem qualquer outro sistema de sua preferência ou de seu grupo de jogo.

Os personagens foram feitos baseados nas regras do livro básico do Mundo das Trevas 1ed., tendo Vitória, capital do ES, como cenário principal. Os personagens irão se deparar com o sobrenatural e após algumas sessões avançaremos para o suplemento Second Sight, suplemento do Mundo das Trevas, ainda não traduzido para o português, que trás material para adicionar Poderes Psíquicos, Feitiçaria, Criaturas Lovecraftianas em sua campanha. Para saber um pouco mais sobre esse suplemento clique AQUI. Depois, conforme as sessões se desenvolverem, e os personagens evoluírem, iremos para Mago: O Despertar ou Changeling: Os Perdidos.

PERSONAGENS:

Os personagens dos jogadores são pessoas comuns que vivem na região da Grande Vitória, alunos do curso de Letras na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), localizada na região de Goiabeiras, em Vitória. São eles:

Maria Clara

bea8f90be899ab85005479067a8564e4Filha de um oficial aposentado do exército, foi mandada para escola militar quando nova, onde aprendeu a usar armas de fogo e defesa pessoal, mas não se adaptou e voltou pra casa, em Vila Velha, e fez opção para o curso de Letras na UFES. Gosta de estudar textos sacros, satíricos e apócrifos da idade média e período colonial brasileiro. 23 anos, tem como virtude Fortaleza, e como vício Cobiça.

Atributos: Mentais – Inteligência 3, Raciocínio 3, Perseverança 2; Físicas – Força 2, Destreza 2, Vigor 3; Sociais – Presença 3, Manipulação 1, Autocontrole 2.

Habilidades: Erudição (Literatura) 4, Investigação 3, Ocultismo 4, Armamento 2, Armas de Fogo 1, Briga (Truque Sujo) 3 , Esportes 1, Astúcia 2, Empatia 2.

Vantagens: Memória Eidética (••), Esquiva (•), Recursos (•).

DefesaIniciativa 4 Deslocamento 9

Vitalidade 8  Força de Vontade Moralidade 7

Luiz Machado

ac4_olivier_garneau_renderAmigo de infância de Maria Clara e apaixonado secretamente por ela. Entrou no curso de Letras apenas para ficar perto do sua paixão platônica, apesar de ser fanático por informática. Faz o trabalho de vários alunos de outros cursos colando da internet e cobrando por isso. 23 anos, Tem como virtude Esperança e vício Inveja.

Atributos: Mentais – Inteligência 4, Raciocínio 3, Perseverança 2; Físicas – Força 2, Destreza 2, Vigor 2; Sociais – Presença 2, Manipulação 3, Autocontrole 2.

Habilidades: Erudição (Pesquisa) 4, Informática 2, Investigação 3, Ocultismo 2, Briga 1, Condução (Moto) 3, Astúcia 2, Expressão (Artigos) 3, Socialização 2.

Vantagens: Conhecimento Enciclopédico (••), Fama (•).

Desvantagens: Segredo Vergonhoso

DefesaIniciativa 4 Deslocamento 9

Vitalidade 7  Força de Vontade Moralidade 7

SESSÃO 01 (A CRIATURA)

Os jogadores descobriram que na UFES existe um culto formado por alunos e professores que estudam magia e feitiçaria. Atraída pelo tema, Maria Clara decide ir a um dos encontros próximo ao lago em uma sexta-feira a noite, e Luiz decide ir junto. Lá eles conhecem os integrantes do culto, entre eles Beatriz e Cleyton, por quem Maria Clara sente atração. Os personagens presenciam a morte de uma aluna que fazia parte do grupo mas decidiu sair. A Universidade fica de luto e Maria Clara e Luiz começam a descobrir que os professores e alunos do culto são visitados por uma entidade misteriosa que lhes concede habilidades em troca de se apossarem do corpo deles por horas ou dias. Maria Clara vai a uma das reuniões e presencia uma desavença entre dois professores do grupo, Daniel Dantas e Paulo César, o que irrita a entidade e faz com que todos desapareçam. Maria Clara e Luiz escapam por pouco, mas Maria Clara é seguida até a sua casa pela entidade que se faz passar por Daniel e lhe agride fisicamente. Luiz chega e impede que a criatura mate Maria Clara, que vai parar no hospital em coma. Durante o coma ela é perseguida pela criatura que deseja tomar posse de seu corpo. Beatriz aparece no hospital e convence a Luiz a entrar na mente de Maria Clara e salvá-la, enquanto ela faz um ritual para enviar a consciência dele dentro da mente de Maria Clara. Luiz chega a tempo de salvar Maria Clara e trazê-la de volta para a vida. Agora eles querem descobrir tudo o que puderem sobre o que aconteceu e Beatriz será a guia deles pelo submundo sobrenatural da Grande Vitória.

SESSÃO 02 (RETIRANDO O VÉU)

O mistério do desaparecimento dos professores e do aluno da UFES intriga a todos. Manifestações são feitas na UFES para que a polícia esclareça o mistério. Luiz e Maria Clara sabem que a solução para o mistério passa por um livro que estava sobre a guarda de Daniel Dantas e era disputado por outros membros do culto. Segundo Luiz e Maria souberam por Cleyton, antes do seu desaparecimento, o livro encontrado por acaso pelo professor Daniel, que formou o culto, foi capaz de fazê-los entrar em contato com um ser que concedeu a eles alguns benefícios, como o fato dos professores se tornarem efetivos e dos alunos de tirarem boas notas nas provas, além de conseguirem bolsas de estudos. Cleyton também contou que existe uma “maldição” no livro que o impede de ser retirado da UFES.

Com isso em mente Luiz e Maria Clara voltam a Biblioteca e encontram o livro no setor de pesquisas. Um teste bem sucedido de Luiz faz com que ele consiga convencer a bibliotecária a deixá-lo levar o livro, apenas para descobrir depois que o livro sumiu quando ele deixou a área da UFES e reapareceu na biblioteca.

Beatriz leva Luiz e Maria Clara para conhecer o “underground” místico de Vitória. Lá eles conhecem Tito, um homem que se diz capaz de fazer a tradução do livro e Madame Madaglena, uma senhora do high society de Vitoria, que disse que compraria o livro se eles o levassem para ela. Nenhum dos dois sabem que o livro está na biblioteca da UFES. Pensam que ele sumiu junto com Daniel.

Na esperança de encontrar alguma explicação para o sumiço do grupo eles se dividem e Maria Clara e Beatriz vão a casa de Cleyton, enquanto Luiz vai para a sala de Daniel na UFES. Os dois grupos são contatados por seres com formas humanoides que pedem ajuda e parecem querer sair pela parede. Eles decidem então voltar ao local onde tudo aconteceu: o porão da biblioteca. Antes eles passam na biblioteca outra vez e pegam o livro, que está no mesmo lugar. No porão Maria Clara descobre que ela desenvolveu uma habilidade sobrenatural, ao tocar uma areia diferente no chão do porão: ela tem pós-cognição, ou seja, a habilidade de ver o passado. Ela vê os acontecimentos que fez com que o grupo desaparecesse, levado pela criatura que tentou matá-la, para uma outra dimensão, parecida com a nossa, mas onde tudo está morto ou morrendo.

Quando eles estão ali a criatura aparece novamente e começa ir atrás deles. Eles saem do porão apenas para descobrir que eles estão agora na mesma dimensão da criatura. Eles encontram o corpo da professora Vânia, que também fazia parte do grupo que desapareceu, morto dentro de um carro enferrujado onde seria o estacionamento do departamento de Artes. Uma outra criatura começa a correr atrás deles e eles tem uma ideia: Luiz segura o livro com toda força e pede para que Beatriz e Maria Clara segurem no braço dele tocando o livro. Eles começam a correr para fora da UFES, mas Luiz cai e a criatura vai para pegá-lo. Beatriz se joga na frente do monstro e manda os dois fugirem. Eles passam pelo portão principal e o feitiço colocado no livro os trazem de volta para a biblioteca da UFES na nossa dimensão.

Agora além de Daniel, Paulo César e Cleyton, Beatriz também está presa nessa dimensão junto com monstros que ambos não sabem o que são e o que querem. Eles vão precisar de ajuda para tirá-los de lá.

SESSÃO 03 (FEITIÇOS E FEITICEIROS)

Em breve.