Magic Order: A Série de Mark Millar Para Seu RPG.

Resultado de imagem para ordem mágica hq

A capa da versão brasileira.

Finalmente saiu publicado no Brasil a série em quadrinhos “The Magic Order”, ou “A Ordem Mágica”, como ficou traduzido o título em português pela editora Panini, responsável pela sua distribuição no Brasil. Esta HQ escrita por Mark Millar, com desenhos de Olivier Coipel e por Dave Stewart, faz parte do Millarworld, universo criado pelo escritor onde também faz parte Kick-Ass, Prodigy, Kingsman, entre outros títulos, e é a primeira de uma série de quadrinhos a ser publicado pela Netflix que tem intenção depois de levar estas histórias para as telas da TV ou do cinema. Millar uma vez definiu sua série como sendo “Harry Potter encontra a Família Soprano”. A edição da Panini tem 176 páginas que trás todas as 6 edições lançadas nos EUA, além de ser em capa dura. A série já foi resenhada por este blog e quem quiser dar uma lida clique AQUI para saber mais sobre ela.

 

A HISTÓRIA

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>  AVISO DE SPOILER <<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Vivemos em um mundo controlado pela ciência e pela lógica, e isso não é a toa. Foi feito assim para que não pensemos na magia (Olá, Tecnocracia!). Há muitas eras atrás nosso mundo era governado por criaturas monstruosas que vinham de outras dimensões para cá com intuito de destruir a humanidade. Mas então surgiram os magos que conseguiram derrotá-las e expulsá-las do nosso mundo. Estes magos juraram nos defender das forças sobrenaturais que desejam invadir nossa realidade. Esta obrigação foi passada de pai para filho através dos séculos, se tornando uma “herança” entre as famílias dos magos. Estes magos levam uma vida normal durante o dia, com empregos normais e simples, e a noite usam do seu conhecimento arcano para proteger os inocentes dessas coisas que os humanos não deveriam saber que existem. Eles são a linha de defesa paranormal da humanidade, e levam este dever muito há sério.

Resultado de imagem para leonard moonstone

Madame Albany.

Nos tempos atuais Madame Albany, uma maga que deveria ser a líder entre os magos, foi preterida da posição de liderança da Ordem dos Magos pelo seu pai, Conrad Albany, que cedeu a liderança dos magos para Leonard Moonstone, seu sobrinho, por não confiar totalmente nela, e consequentemente impediu seu acesso a um livro chamado Orichalcum, um livro que somente o líder dos magos tem direito a ler e que contém os feitiços mais sombrios da Atlântida, alimentados através da história pelo sacrifício humano. Entre estes feitiços proibidos está o poder de ressuscitar os mortos, o que só pode acontecer se outra pessoa for sacrificada para trazer o morto de volta a vida. Ele foi o motivo por trás das duas grandes Guerras Mundiais. O livro não pode ser destruído e contém feitiços que podem matar deuses. Madame Albany não se conformou com a decisão de seu pai e acabou expulsa pela Ordem dos Magos para o Reino Sombrio, um local em uma outra dimensão para onde são expulsos todos os magos que usaram a magia para uso pessoal ou fazer o mal contra inocentes. Ele pode ser acessado através de rachaduras nas paredes de manicômios ou em sombras projetadas por Igrejas. Foi para lá que Madame Albany e os magos chamados de Renegados, por usarem a magia de maneira contrária aos ideais da sociedade mágica, foram enviados. Ela invoca um assassino misterioso, conhecido como “Veneziano”, chamado assim devido as vestes venezianas que usa, que impedem que feitiços possam revelar sua identidade, e ele começa a matar todos os magos do Círculo Interno da Ordem, com objetivo de chegar até o Orichalcum.

Resultado de imagem para leonard moonstone

O Veneziano.

A história é muito bem conduzida por Millar, cheia de personagens interessantes e com uma narrativa empolgante, além de um final surpreendente. Os desenhos conseguem representar muito bem várias momentos onde a magia é usada e conseguem transmitir para o leitor a sensação mágica do cenário. Realmente uma leitura que vale a pena.

A MAGIA

Resultado de imagem para leonard moonstone

Usando a varinha.

A magia dentro do cenário é praticada como um poder que se aprende. Uma vez que tenha aprendido o feitiço, através da leitura de livros antigos e prática, o mago precisa apenas da sua força de vontade e o uso de sua varinha, que canaliza a energia necessária para fazer a magia funcionar, e pronto. Não há necessidade de rituais, palavras ou gestos para que ela funcione. Quando um mago morre há uma cerimônia onde a varinha do mago é quebrada e enterrada junto com ele.

 

Durante as seis edições que compõem a série são vistas várias magias sendo usadas, como:

  • proteções mágicas para as casas dos magos contra feitiços de ataque ou reconhecimento;
  • controle mental que permitem ao mago controlar um humano comum de maneira remota;
  • feitiços que anulam o som em um ambiente e que fazem a luz do dia sumir em uma área;
  • feitiços de teleporte;
  • feitiços que alteram um ambiente, transformando o lugar que antes existia em um outro completamente diferente. Caso alguém esteja no local durante a realização do feitiço a pessoa é absorvida pelo ambiente e morre;
  • feitiços de mensagens, que somente podem ser vistas ou ouvidas por outros magos, e que são enviadas em manchetes de jornais ou programas de TV;
  • Câmera da Alma, uma espécie de Polaroid que aprisiona uma pessoa dentro de uma foto recém tirada;
  • feitiços que permitem a um mago absorver energia de outra pessoa quando estão fazendo sexo, tristes, ou com raiva, para usar em seus feitiços;
  • Flutuar, um feitiço que permite o mago atravessar paredes ou flutuar pelo ar;
  • Vela Humana, maldição lançada pelo mago em outra pessoa transformando-a em uma vela em formato de gente que começa a derreter. O resultado final para o alvo é a morte;
  • Controle do Tempo, feitiço ondo mago é capaz de congelar o tempo em uma área por até um minuto;
  • feitiços de esquecimento para apagar a memória de uma pessoa, ou várias;

Além disso temos outras informações mágicas interessantes, como:

  • O Castelo Moonstone, lar do clã Moonstone, que protege a humanidade há séculos, está localizado dentro de um quadro a óleo que hoje em dia está exposto em Chicago no Instituto de Arte da cidade. Ele está lá deste do século XIX depois que houve um ataque mágico contra ele. Somente tem acesso a sua entrada pessoas formalmente convidadas ou membros da família;
  • A Ordem possui uma biblioteca repleta de livros com feitiços a disposição dos magos da Ordem para lerem e aprenderem. Alguns destes livros são de literatura, mas possuem a propriedade mágica de prender pessoas dentro de suas páginas, forçando-as a viverem para sempre na história a qual estão presas;
  • A Ordem possui um cofre onde ficam guardados todos os artefatos mágicos encontrados pelos magos durante milênios. Alguns deles são proibidos de uso;
  • Existem magos Transmorfos que podem assumir a aparência que desejarem;
  • O Horologium é uma criatura da Quarta Dimensão que devora o tempo. A última vez que esteve solto em nosso mundo foi em 1645, e ele devorou todo o mês de agosto. Os magos que conseguiram prendê-lo em uma garrafa ficaram com 90 anos quando terminaram a tarefa;
  • O Thenoba é uma criatura que habita o subconscientes de crianças que tem dificuldades para dormir. Ele tem centenas de olhos e milhares de bocas e só pode ser visto fora da luz.
    Resultado de imagem para leonard moonstone
    Madame Albany e os magos Renegados.

Baseado nesse mini-resumo da série vamos agora imaginar em quais cenários de RPG ele poderia ser adaptado para uma sessão cheia de magia.

MAGO: O DESPERTAR

Resultado de imagem para leonard moonstone

Edith, a bibliotecária.

A opção mais óbvia e fácil de pensar é para este cenário. Até pela referência das magias vindas da Atlântida que são feitas ao longo da série. As famílias de magos descritas na série (Moonstone, Albany, Lisowski, Sun, Rizzi) podem muito bem ser substituídas pelas Ordem Atlantes, ou vice versa. O fato de existir um cofre e uma biblioteca que guarda os segredos da Ordem sugere coisas do Mysterium, enquanto Cordélia e Regan Moonstone parecem Guardiões do Véu, quando saem investigando pela cidade em busca do assassino. O Círculo Interno da Ordem parece muito com o Consilii, enquanto que a posição de Líder da Ordem lembra o Hierarca.

Como todos os magos usam varinhas como objetos dedicados uma mudança que pode ser feita nas regras é o fim do paradoxo, assim como a eliminação de tempo para lançar a magia, já que elas são feitas de maneira instantânea, submetida apenas a vontade do mago. Aliás sempre que os magos usam magia ou conversam sobre magia no meio dos humanos eles ficam imperceptíveis. Os humanos passam pelo local e é como se nada estivesse acontecendo ali, o que torna o paradoxo irrelevante, assim como as penalidades para magias vulgares.

 

Resultado de imagem para leonard moonstone

O Reino Sombrio.

Os Renegados podem ser Scelestis ou Lichs Tremere, dependendo do tom que o narrador quiser dar para a campanha, ou então Dementes, que caem muito bem para a história descrita na série. E as criaturas de outras dimensões descritas na aventura podem ser Acamoths.

Sem precisar de muitas mudanças uma aventura usando Mago: o Despertar poderia começar com o assassinato de magos importantes do Consilii de uma cidade até que o grupo dos jogadores descobrem que um antigo membro que se tornou um Scelesti quer o Orichalcum para libertar algumas criaturas do Abismo. Os magos se unem para combatê-lo, mas ele tem um assassino Interditor que é imune a magia. Hora dos jogadores pensarem como deter esta ameaça.

 

ESTE CORPO MORTAL

O sistema de regras de Este Corpo Mortal é perfeito para adaptar a série porque toda a definição do que vale ou não vale no cenário é definido pelos jogadores e narrador antes de começar a sessão. Nem é preciso muito trabalho para adaptar. Basta ler o mini-resumo acima e criar sua própria ficha-tema do cenário. Acredito que ele seria o mais perto de uma adaptação oficial da série para o RPG.

SAVAGE WORLDS + COMPÊNDIO DE HORROR

Resultado de imagem para leonard moonstone

Os magos da Ordem.

Outro sistema fácil de adaptar a série é Savage Worlds, principalmente em conjunto com o Compêndio de Horror. Utilize o arquétipo de mago descrito na página 11 do livro básico e depois adicione Poderes que estão na página 137, capítulo 5. Ou crie alguns, baseados nas descrições dos feitiços e magias encontrados na série que estão acima. O Compêndio de Horror trás novas complicações e vantagens interessantes para o cenário, além das regras de magia do capítulo 4 e itens arcanos no capítulo 5. Esqueça as regras de retorno de magia, já que as varinhas impedem isso.

ARQUIVOS PARANORMAIS

Outro sistema já resenhado nesse blog, e que cai bem para uma adaptação da série é Arquivos Paranormais (clique AQUI para ler a resenha). Neste cenário a Agência em questão é a Ordem dos Magos, que pode estar investigando o assassinato de outros magos e precisa deter o assassino. Ela seria uma Agência Paranormal com Escopo 3, onde todos os Investigadores seriam magos, teriam como Equipamento Aprimorado suas varinhas e como Poderes as magias, que podem ser criadas livremente por narrador e jogadores. Entre as Vantagens que os personagens podem ter, caso o narrador já tenha lido a série, escolha algumas que aparecem como Escapologia para Cordélia, Mágico de Palco, para Leonard, ou Transmorfo, como Cornwall.

CHAMADO DE CTHULHU

Imagem relacionada

Horologium.

Chamado de Cthulhu, ou mesmo Rastro de Cthulhu, seria interessante caso o narrador quisesse contar uma história no passado, como na I Guerra Mundial, usando o cenário de 1920. Na série é dito que as duas guerras foram causadas pela disputa do Orichalcum, e que elas foram travadas em outros planos de existência além do nosso. Coloque os Investigadores como magos da Ordem que pretendem impedir que o Orichalcum caia nas mãos dos alemães. Os Investigadores são os antecedentes dos magos atuais da série, vivem na Inglaterra e precisam ir até o Império Turco-Otomano para pegar o livro antes dos alemães, e levá-lo para Arkham, nos EUA, onde ficará protegido na Universidade de Miskatonic. Começa uma corrida contra o tempo, com magos fazendo de tudo para impedir que os alemães fiquem com o livro.

 

Algumas aventuras prontas de CoC ou Rastro podem ser alteradas para adaptar a história. Além das magias relacionadas no livro básico crie outras baseadas nas descritas acima que aparecem na série. A varinha impede que o mago perca sanidade quando fazendo magia. Caso o narrador queira pode usar a descrição de alguns Tomos dos Mitos e usar como o Orichalcum. O livro básico da 7ª edição de Chamado de Cthulhu foi financiado pela New Order Editora em uma campanha coletiva bem sucedida e em breve estará no mercado brasileiro. Até lá você pode visitar a aba de Chamado/Rastro de Cthulhu neste blog e baixar o fastplay da 7ª edição para jogar com seus amigos.

Imagem relacionada

Os antecedentes dos magos atuais.

Algumas criaturas dos mitos podem também representar Horologium e Thenoba em suas estatísticas, além do narrador poder incluir qualquer outra criatura dos mitos que desejar. Lembrando que essas criaturas sempre quiserem o fim da humanidade, e tentam a todo momento entrar em nossa realidade.

WITCHCRAFT

Por fim um dos sistemas que mais gosto e já joguei na vida, Witchcraft. Caso queira saber mais sobre ele e baixar o livro básico GRATUITAMENTE clique AQUI e saiba como.

Em Witchcraft existem várias ordens de magos, como os Rosacruz, a Twilight Order, Os Storm Dragons, entre outros. Ao invés de famílias essas Ordens se unem para derrotar o Veneziano, que está matando os magos para se apoderar do Orichalcum, que está protegido pelo Conselho de Magos da cidade. Mas caso queiram usar as famílias ao invés das ordens use a seguinte associação: Moonstones (Rosacruz), Albany (Twilight Order), Sun (Storm Dragons), Rizzi (Cabala da Psiquê), Lisowski (Solitários).

Resultado de imagem para leonard moonstone

Cordélia Moonstone.

Aqui também as modificações seriam pequenas, já que o cenário é todo voltado para magia. Se quiser o narrador pode manter as regras de magia original do livro, ou então assumir que o uso das varinhas tira a necessidade de tempo para canalizar essência, que é canalizada de uma só vez para o efeito da magia desejada apelo mago. Com isso absorver essência do ambiente não é possível, e o mago está restrito a seu poço de essência. Isso explicaria porque alguns magos roubam a essência dos outros.

As criaturas e monstros que visitam nosso mundo seriam Mad Gods, e existem vários exemplos deles nos livros, que podem ser usados para representar Horologium e Thenoba. Já os magos Renegados podem ser magos da Sere Rose ou magos infectados com Taint.

Resultado de imagem para leonard moonstone

Espero que tenham gostado da resenha da série e caso queiram comprar a revista visitem a página da Panini clicando AQUI.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s