Fire on Board Fala Sobre O Lançamento Do BattleCon.

A Fire On Board Jogos é uma das empresas mais jovens no mercado de jogos de tabuleiro no Brasil. Entretanto ela vem entrando firme no cenário nacional tendo trazido títulos importantes, como The Gallerist e Euphoria. Agora a empresa irá fazer o lançamento oficial de BattleCon durante o 12º Encontro de Jogos Analógicos da Dungeon Capixaba, que irá acontecer entre os dias 25 e 26/06 no Shopping Montserrat, em Serra/ES. Aproveitamos e batemos um papo então com João Barcelos, um dos sócios dessa empresa 100% capixaba. Vamos ver o que ele nos disse sobre os próximos planos da empresa e sobre o BatteCon.

Velhinho do RPG – Fale um pouco sobre o BattleCon e a versão nacional que a Fire on Board vai publicar no Brasil.

João Barcelos – O BattleCON é considerado por muitos como o melhor jogo de tabuleiro que simula um jogo de luta. A Level 99 Games bebeu da fonte dos jogos de lutas dos arcades clássicos e conseguiu fazer um ótimo trabalho. Em BattleCON, todos os lutadores possuem habilidades únicas e os jogadores podem realizar uma grande combinação de golpes, o que é um grande diferencial, uma vez que há um leque enorme de estratégias a serem realizadas e cada partida será diferente. Ainda, para quem curte as litas do Board Game Geek, atualmente, ele encontra-se na 130 posição do BGG e é um dos favoritos do Tom Vasel
A versão que iremos lançar aqui no Brasil e que será apresentada primeiramente no Dungeon Capixaba, será a versão mais nova no mercado: “Fate of Indines” que sairá com o nome de “Destino de Indines“. Esta versão possui 10 lutadores únicos de classes e dificuldades distintas. O que é bem legal, pois quem nunca jogou nenhum dos jogos da linha, vai poder começar com lutadores básicos. Vale ressaltar que um lutador “básico” não é pior que um avançado, por exemplo. Este básico significa que as habilidades são mais fáceis de serem usadas. Todos os lutadores são bem balanceados.  
VRPG – O que atraiu a Fire on Board para adquirir a licença de BattleCon? O que consideram como ponto positivo no jogo?
JB – Além de ser um jogo bem conhecido no mercado americano e já possuir uma linha bem sólida (além de jogos baseados nos personagens do BattleCON como o Pixel Tactics), nós poderemos focar em torneios oficiais. Estes foram os pontos mais importantes para nós.
VRPG –  A Fire on Board pretende criar uma liga ou algo parecido para estimular os jogadores a participarem de torneios pelo Brasil?
JB – Queremos sim. Este é um dos nossos projetos principais com o BattleCON e já estamos trabalhando no planejamento. Queremos ter um torneio official e ranking com pontuação dos jogadores. Como este é um projeto grande, ainda temos que decidir muita coisa (e vamos precisar tanto da ajuda dos lojistas quanto dos jogadores). Queremos dar o tratamento adequado para os jogadores de BattleCON e não deixar a liga/torneios esquecidos como acontece muitas vezes com outros jogos.

VRPG – A Fire On Board está trazendo para o Brasil jogos premiados no exterior, ou com boas recomendações de crítica. Como tem sido o processo de escolha de vocês?
 
JB – Primeiramente, obrigado pelos elogios. Que bom que a galera está curtindo nossos jogos. O processo de escolha é bem difícil e criterioso. Digo difícil pois são tantos jogos bons, mas não tem como trazermos todos (Risos). Mas, Velhinho, primeiramente nossa equipe sempre joga os jogos para termos uma opinião pessoal mesmo. Aí, começamos a analisar como o jogo poderá ser vendido, como ele se comportará no nosso catálogo já formado, se o valor final será compatível… Enfim, é um processo bem complicado, mas prazeroso. 
VRPG – A Fire on Board é uma empresa nova. Quais foram as dificuldades para entrar no mercado de jogos no Brasil? Como tem sido o retorno do público? E o que surpreendeu vocês nessa jornada até agora?
JB – Então, Velhinho, sempre estamos sujeitos a dificuldades e problemas como prazos não cumpridos por fornecedores, atrasos de liberação, alta do dólar etc. Porém, acredito que as maiores dificuldades para entrar neste mercado de jogos no Brasil são relacionadas às questões burocráticas e os impostos sobre os jogos (estes não são brincadeira!)
Sobre o retorno do público, em geral, temos um feedback bem positivo. Tentamos nos aproximar dos jogadores e escutar as suas opiniões, os conselhos, as reclamações etc para melhorar nossa comunicação com nossos jogadores. E o retorno está sendo bem legal.
Uma das coisas que me surpreendeu bastante foi que apesar de estarmos em um mercado segmentado, temos um público bem divergente no quesito opiniões, gostos, preferências etc. Então, é claro que não vamos conseguir agradar a todos. Porém, não queremos abandonar ninguém.
VRPG – Mês passado houve aquele burburinho em relação ao jogo Scythe e que vocês não iriam trazer o jogo este ano. Você pode nos contar o que aconteceu?
JB – Infelizmente esta foi uma situação bem chata e que gerou algumas opiniões negativas sobre nós. O que aconteceu foi uma alteração no planejamento inicial já acordado entre nós e a empresa americana. Houve um adiantamento da produção do jogo (não da chegada do mesmo no Brasil, pois eles queriam lançar primeiro o jogo no mercado americano e nos deixar esperando – o que é bem prejudicial para nós uma vez que o Scythe é um jogo bem caro) e dos pagamentos. Quero deixar claro que a Fire on Board Jogos tem um calendário bem planejado de lançamentos para este ano e já estamos trabalhando no planejamento do ano que vem, por exemplo. Com este adiantamento das datas e a não chegada de um acordo envolvendo pagamento e envio dos jogos, nós optamos por não entrar especificamente nesta primeira produção do Scythe para evitar prejudicar nosso calendário e os futuros jogos já agendados e os jogos já em produção.
VRPG – Agora que já estão bem conhecidos no mercado, vai haver algumas mudanças no trabalho da empresa ainda para este ano?
JB – Então, vai ter algumas sim. Estamos sempre trabalhando para melhorar a empresa e adaptarmos às mudanças do mercado. Agora que estamos mais sólidos queremos parar as pré-vendas, pois apesar dos pontos positivos dela, estamos sujeitos aos atrasos de entrega. Muitas vezes é complicado trabalhar com prazos dados pelos fornecedores e, depois que tivemos os atrasos com o Euphoria e com o BattleCON, não queremos estar sujeitos a esses atrasos. Ainda, queremos estreitar nossa relação com nossos lojistas parceiros. Portanto, nosso próximo jogo chegará direto para nossos lojistas parceiros.
VRPG – Como está sendo a experiência de participar de eventos de jogos, como os da Dungeon Capixaba? Como tem sido a receptividade dos jogadores?
 
JB – Participar de eventos é muito satisfatório, pois podemos lidar face a face com nossos consumidores. É muito melhor conversar pessoalmente do que através da FanPage ou do nosso SAC, pois além da proximidade, eles podem nos ver como pessoas normais e não apenas uma empresa online. Ainda, é bem legal ver a galera dos eventos jogando nossos jogos e tendo momentos divertidos. Ficamos muito contentes com isso.
Participar da Dungeon Capixaba é sempre um prazer, pois é um evento bem organizado onde o ambiente amigável se destaca. Não é a toa que é o maior evento do ES. Ter um evento assim em nosso estado é de extrema importância para a Fire on Board Jogos. 
VRPG – Quais serão os próximos lançamentos de vocês?
 
JB – Velhinho, aí você me complica, (Risos). Ainda teremos muitos jogos legais chegando este ano. Mas posso dizer que nosso próximo lançamento é um amor, (Risos). Velhinho, obrigado pela oportunidade desta entrevista e pela sempre ótima recepção na Dungeon Capixaba. Aliás, nos vemos lá este final de semana. Abraço!
evento

2 pensamentos sobre “Fire on Board Fala Sobre O Lançamento Do BattleCon.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s