Futebol No Tabuleiro.

images (16)

Em meu último artigo sobre jogos de tabuleiro que tem esportes como temática (que você pode ler clicando AQUI) eu havia prometido escrever sobre o Pizza Box Baseball, mas com o fim dos estaduais e o início do campeonato brasileiro resolvi mudar o planejamento e escrever sobre o esporte mais popular do planeta: o futebol!. Nesse caso vou comentar sobre dois jogos de tabuleiro que possuo sobre o tema, Champions 2020 e Escrete.

Champions 2020

pic1108906 (1)Champions 2020 é um jogo para duas pessoas criado em 2011 por Corné van Moorsel para a empresa Cwali que simula uma partida de futebol com o auxílio de um tabuleiro, peças que representam jogadores e o uso de três tipos de dados diferentes: d3, d4 e d6. O jogo vem com um tabuleiro que representa o campo de futebol, quatro seleções nacionais (Alemanha, Argentina, Brasil e Holanda, curiosamente as quatro semi-finalistas da Copa do Mundo de 2014 no Brasil) com 20 jogadores (11 titulares e 9 reservas), um marcador de tempo regulamentar, um de tempo extra, marcadores de contusão, cartões amarelos e, claro, uma bola.

WP_005630

Os jogadores de Brasil e Argentina.

Sua mecânica é baseada nos rolamentos de um d6 onde o resultado determina a quantidade de espaços no tabuleiro que a bola se deslocará. Cada vez que ela passa por um jogador é como se ele tivesse tocado na bola, então não se conta o espaço onde ele se encontra e a bola pode mudar de direção. As defesas do goleiro são determinadas por um d4, onde em um chute normal o resultado de 4 e 3 é sempre defesa, 2 é espalmada e 1 é gol. Cada vez que o chute na direção do gol vem com mais velocidade esses resultados se alteram. Por exemplo: Andre, com a seleção argentina, está com seu jogador na entrada da área. Ele pega o dado de movimento da bola e tira 4 no d6. Faltam 4 espaços até a direção do gol, o que faz a bola chegar exatamente no gol. Então Gustavo, com a seleção brasileira, pega o d4 para ver se seu goleiro defende o chute, e tira um 2, correspondendo a uma espalmada para escanteio. Se ao invés de tirar um 4 no d6 Andre tivesse tirado 5, ele estaria diminuindo as chances de defesa do Gustavo porque a bola saiu com mais velocidade. Os resultados no dado de defesa agora seriam: 4 defesa, 3 espalmada, 2 e 1 gol. Se fosse 6 seria então pior para Gustavo, com apenas o 4 salvando para ser uma espalmada, e todos os outros resultados gol. Ou seja, cada vez que o resultado do d6 no chute com a bola sai um número maior que os espaços até gol, a quantidade de espaços a mais tira uma oportunidade de defesa do goleiro e acrescenta uma chance de gol.

images (8)

O tabuleiro de Champions 2020 montado com as equipes em campo.

Um dado de 3 lados (você nunca viu isso, né?) é usado quando um jogador da defesa quer interceptar um passe feito pelo adversário que passa perto de um jogador seu. O resultado de 3 é o único que intercepta, mudando a direção da bola. Toda vez que um dos dois jogadores tira o resultado de 1, em qualquer um dos dados do jogo, o marcador de tempo se move. Os 90 minutos são divididos em 9 espaços de tempo para cada período do jogo, e caso o jogo termine empatado existe um acréscimo, colocando um novo marcador com 6 espaços para marcar o período da prorrogação. Existem regras também para decisão por pênaltis.

Eu particularmente adorei Champions 2020. A movimentação dos jogadores em campo tem que ser bem pensada, e alguns jogadores se concentram tanto no que vão fazer com seus movimentos que parece até estarem jogando xadrez. Há chance de contra-ataques, dependendo de como o adversário está armando a defesa, embate tático entre as formações clássicas (4-4-2, 4-3-3, 5-3-2, etc.), impedimento, faltas, pênaltis, escanteios, expulsões, contusões, ou seja, muito próximo de um jogo de futebol de verdade. Todos que já jogaram comigo Champions 2020 adoraram sua mecânica e curtiram demais as emoções do jogo.

Vou deixar vocês com um vídeo do criador do jogo explicando a mecânica de Champions 2020 durante a Feira de Essen em 2011. O vídeo está em inglês, mas dá pra ter uma ideia da mecânica e ver melhor os componentes do jogo.

Como eu realmente fiquei empolgado com o jogo resolvi fazer, usando um template disponibilizado por fãs no BGG, as equipes do Barcelona e do Real Madrid, duas das maiores potências do futebol mundial, e deixo o link para que vocês possam baixar clicando AQUI.

Escrete

images (10)

A caixa do jogo.

Outro jogo de tabuleiro bem legal, e que tem uma história bem bacana sobre ele, é Escrete, que foi publicado pela Grow nos anos 80, e diferente de Banco Imobiliário e Detetive, que ganharam várias versões da empresa, nunca mais foi distribuído. Escrete foi criado pelo compositor e músico brasileiro Chico Buarque de Holanda quando ele estava exilado do país, na Itália, entre os anos de 1969 e 1970. Inicialmente o jogo se chamava Ludopédio, que significa jogo que se joga com os pés, mudando o nome depois quando a Grow adquiriu os direitos do jogo. Nas palavras do autor:

“Este jogo foi criado na Itália, numa época em que seu autor, evidentemente, não tinha mais o que fazer. O jogo passou impune pela alfândega e ficaria restrito a um pequeno grupo, se o pessoal da Grow não se atrevesse a publicá-lo com o nome de Escrete. Os mais familiarizados com o jogo acrescentaram novidades como, por exemplo, a loteria esportiva, a lei do acesso, o campeonato nacional, o cartão amarelo, vermelho, verde e outras mumunhas mais.

Inventaram também a premiação “estrelas” extras aos artilheiros, goleiros invictos e demais jogadores que se destacaram nas partidas do campeonato, assim como a anulação das “estrelas” aos craques indisciplinados, aos de perna quebrada ou pernas de pau. Prefiro, porém, deixar Escrete à vontade e à imaginação do freguês. Cada qual que o curta como bem entender. Ou não. Aliás, as regras estão aí mesmo para serem desrespeitadas.”

Chico Buarque de Hollanda.

pic92942_md

Uma visão geral do jogo montado.

Escrete é um jogo para 2 a 4 jogadores que simulam a criação de um clube de futebol e sua participação em um torneio. Em Escrete você primeiro faz o papel do dirigente que vai ao mercado comprar os atletas para montar sua equipe. Nessa primeira fase os jogadores se revezam sorteando cartões do atletas e decidindo se compram ou passam o cartão sorteado. Os cartões com os atletas variam de 1 a 5 estrelas, sendo 1 os piores atletas e 5 os melhores. Cada atleta possui posições e valores de compra do passe diferentes, fazendo com que os jogadores tenham que pensar bem antes de comprar ou passar aquele cartão. O jogador que primeiro montar sua equipe ganha uma recompensa financeira. Um das coisas mais divertidas nessa fase são as cartas com o símbolo “?” que trazem situações inesperadas para o jogador que a retira, como um atleta que rescinde o contrato com o time, atleta que foi preso, morreu, etc.

download (6)

As cartas de ação do jogo: azul do goleiro, vermelho da defesa, amarelo meio-campo e verde ataque.

Na segunda fase os jogadores fazem o papel de treinador, escolhendo os atletas que vão entrar em campo e montando o esquema tático. A mecânica de jogo é baseado em cartas que são usadas para dizer o que acontece em campo. Cada jogador deverá ter em sua mão uma carta de defesa, uma de meio-campo e uma de ataque, que os jogadores usam conforme a região do campo onde seu atleta está. Cada carta é dividida em três sessões: corte, passa e chuta. Quando é a sua vez de jogar, o jogador usa uma carta correspondente a região do campo onde seu atleta está e define a ação que deseja realizar, lendo o texto presente na carta. O texto da carta diz se ele conseguiu ou não realizar a ação baseado na habilidade do cartão do atleta. Por exemplo: André, com o Selenense, está jogando contra Gustavo, que joga com o Flamingo. André tem a bola com Velasco, um atleta 5 estrelas no meio-campo. Ele pega sua carta de meio-campo e diz que tentará dar um passe. No texto da carta está: “Passa a bola para o ataque com 3 estrelas ou mais, ou então a defesa“. Como Velasco tem mais do que 3 estrelas ele passa a bola para o jogador Escobar que está no ataque; Se Velasco não tivesse pelo menos 3 estrelas André teria que passar a bola para algum atleta seu que estivesse no campo de defesa. Agora é a vez de Gustavo. Ele quer evitar esse passe e portanto tentará cortá-lo. Como o atleta que vai tentar cortar o passe, o zagueiro Lapa, está na defesa, Gustavo pega sua carta de defesa e lê o texto na sessão “corta”. Lá está escrito: “Corta o passe com 2 estrelas ou mais e passa para defesa“. Como Lapa tem 3 estrelas, Gustavo retira a bola que estava no cartão do Escobar, coloca no Lapa e em seguida passa para qualquer atleta seu que esteja na defesa, como descrito na carta. Agora é a vez de novo do Gustavo e ele vai ler o cartão da região corresponde onde a bola está com a ação que deseja realizar. Cada vez que um jogador utiliza uma carta ele compra outra igual no monte que fica ao lado do campo. Os goleiros tem uma carta especial, que somente é sacada quando a bola vai na direção do gol. São 15 cartas de goleiro e quando elas acabam o jogo também acaba. Escrete vem com dois campos e como é feito para até 4 jogadores é possível fazer uma rodada dupla, com dois jogos acontecendo ao mesmo tempo. As cartas de ação e de goleiro são usadas em conjunto, e quando acabam as cartas de goleiro, os dois jogos acabam.

download (2)

O cartão dos atletas com a quantidade de estrelas e uma pequena biografia do mesmo. Do outro lado tem valores do passe e idade, além de vir na cor azul para diferenciar as equipes quando forem jogar.

Um detalhe importante que eu estava esquecendo de mencionar. O dinheiro com o qual cada jogador começa para comprar os atletas e montar as equipes não pode ser gasto todo, afinal você depois tem que pagar o salário dos atletas, e caso o time esteja mal das finanças e não possa pagá-lo o jogador faz corpo mole em campo! Como funciona isso? Como disse anteriormente cada atleta tem um valor de habilidade que é medido pelas estrelas que tem em seu cartão. Antes do time entrar em campo o jogador deve somar o número de estrelas que seu time tem e multiplicar por 10. O valor é igual ao custo em salário que o jogador deverá ter em caixa para pagar o salário dos jogadores. Por exemplo: André somou todas as estrelas do seus atletas e deu 31. Multiplicado por 10 dá 310. Infelizmente André só tem 270 em caixa. Ele deverá substituir um jogador titular por um reserva com número de estrelas menores para dar a soma de 270, ou então, caso não tenha reservas com menos estrelas do que os titulares, ele colocará um jogador em campo em posição horizontal, o que representa que ele vale apenas 1 estrela naquele jogo, ou seja, está fazendo corpo mole devido a falta de salários! O valor pago pelo salário de cada time vale também como bilheteria do jogo. Os dois jogadores colocam o valor dos salários juntos e ao final de jogo o vencedor leva 60% do total e o perdedor 40%. Em caso de empate eles dividem a renda do jogo.

Escrete é o meu jogo de adolescência e o primeiro que eu realmente fiquei apaixonado. Lembro as várias tardes onde eu e meu irmão montávamos equipes de futebol e depois fazíamos clássicos empolgantes com esse jogaço! Recentemente a Grow fez uma pesquisa em sua página no Facebook perguntando qual jogo os fãs gostariam que fosse relançado pela empresa. Eu votei em Escrete e espero sinceramente que eles publiquem novamente este grande jogo, porque merece muito.

Deixo com vocês um vídeo mostrando mais sobre o jogo feito pelo amigo Gustavo Costa.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Futebol No Tabuleiro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s