Sangue, Honra E Tragédia.

download (3)

wp_001198

O material que vem na caixa de luxo.

Blood&Honor é um RPG ambientado no Japão feudal publicado no Brasil pela Redbox Editora e escrito pelo genial John Wick, autor de vários RPGs, entre eles “The Shotgun Diaries“, também publicado pela Redbox, e “Lendas dos Cinco Anéis“, que está sendo lançado no Brasil pela New Order Editora, que também fala sobre o Japão feudal, mas como o próprio autor escreve no início do livro aquele cenário é um cenário de fantasia, enquanto que “Blood&Honor” diz respeito a uma tentativa de descrever a tragédia que é a vida de um samurai neste mesmo Japão feudal.

A edição de luxo de “Blood&Honor” é um show a parte. Quem quiser conferir o que vem na caixa visite a página de vídeos, clicando AQUI e confiram. O jogo e seu sistema procuram dar ênfase a vida de um samurai, com seus códigos de honra, fidelidade, e todos os traços da cultura nipônica. Montar uma ficha de personagem para o jogo é um trabalho coletivo, onde os jogadores escolhem a qual clã pertencem, como é seu Daymio, como é a província onde vivem, e quais qualidades e virtudes eles possuem, entre outros detalhes. Entre algumas escolhas que os jogadores devem fazer quando estão criando seu personagem está o Giri, ou dever. Ele é como uma classe de personagem, onde cada Giri determina qual a função do personagem para seu Daymio. Entre eles estão o Hatamoto (General), Karo (Senescal), Kaishaku (Executor), Oniwaban (Mestre Espião), Onmyôji (Conselheiro Espiritual), Takumi (Cortesão) e Yojimbo (Guarda-Costas).

images (15)

Os Giris.

As regras do jogo usam o famoso sistema narrativo colaborativo, jargão surgido na lista de discussão do The Forge, onde cada sucesso em uma ação é o jogador que narra o seu sucesso, enquanto as falhas são narradas pelo mestre. Neste tipo de sistema a história é o foco principal e os sucessos são uma recompensa que devem ser narrados pelos jogadores. Além disso existe um sistema de “apostas”. Toda vez que for fazer uma ação o jogador assume um risco, no qual ele irá rolar uma certa quantidade de dados de seis lados. O somatório dos resultados de cada dado deve dar dez para que ele seja bem sucedido e possa narrar seu sucesso, mas se ele “apostar” uma certa quantidade de dados e não usá-los naquele rolamento, e ainda assim conseguir o dez com os dados restantes ele pode adicionar agora aqueles dados como níveis de sucesso, podendo adicionar mais detalhes a sua narração. Além disso o sistema utiliza as regras de “verdades” também, ou seja, quando um jogador narra algo aquilo passa a ser verdade no cenário e não pode ser negado por outro jogador ou mestre.

Como todo livro escrito por John Wick não há muito floreio, indo direto ao ponto principal do jogo, mostrando o que é necessário para se criar os personagens e sair jogando, mas nem por isso podemos dizer que o livro é “seco”. Ele trás belas ilustrações, muitos exemplos para criação de personagens e das regras. Entre as coisas bem bacanas que há no livro, e no seu conjunto de regras, está “As Estações“.  A ideia é que cada aventura ou campanha dure o período de uma estação do ano (primavera, verão, outono, inverno), e quando os jogadores se reunirem novamente estarão em outra estação do ano, com mudanças tendo acontecido em sua província, com ela ficando mais rica, mais poderosa, ou não, e seus personagens envelhecendo! Uma maneira poética e elegante de mostrar o avanço do tempo.

0201-634x285

Mapa do Japão feudal.

Outra coisa bem legal no jogo são os combates com as katanas, que são mortais mesmo! Não tem essa de HP infinito onde o personagem pode tomar vários golpes e ainda ficar de pé. Tomar um golpe de katana no jogo é tão mortal quanto deve ser no mundo real. E para representar toda a adrenalina e toda a tensão de um momento quando dois homens sacam de suas espadas e vão para o combate aquele que grita “ataque” primeiro e aponta para outro jogador tem a iniciativa e ganha dois dados de bônus na ação de ataque porque puxou de sua katana primeiro. A sensação é de estar realmente em combate.

Em suma “Blood&Honor” é outro grande título de John Wick que merece ser lido (sou suspeito de falar dele porque sou um grande fã), não só pela qualidade do material como também pelo sistema de resolução de conflitos. Além disso jogar no Japão feudal com samurais, bushido, ronis, Daymios tiranos, guerras de clã, e tudo mais que o cenário pode oferecer, é bem legal. E para aqueles que gostam de usar elementos sobrenaturais e mágicos no jogo há esta possibilidade também. Existe um capitulo no livro para adicionar estes elementos e como usá-los na aventura.

No link abaixo há um arquivo com ficha de personagens, ficha de clãs, estações do ano e uma aventura introdutória, feita por Bruno Lacerda e Leandro Lima para aqueles que querem conhecer o sistema. Em breve espero estar publicando uma campanha que estou pensando em fazer com meu grupo de jogo. Espero que tenham gostado e até a próxima estação.

folder-download

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s