O Livro Da Magia De M&M.

 

Magia

A capa do livro.

A capa do livro.

Já tem um tempo que quero falar sobre este suplemento do RPG Mutantes & Malfeitores, lançado aqui no Brasil pela Jambô, mas sempre acontece alguma coisa que acabava adiando esse meu desejo. Hoje acordei determinado a falar sobre ele até porque estou elaborando duas aventuras, uma para Call of Cthulhu 1890 e outra de Este Corpo Mortal, com a ajuda dele.

Como assim? Você deve estar se perguntando se eu não fiquei louco porque escrevi que o suplemento era para M&M e logo após escrevi que estava preparando aventuras para outros sistemas. Isso não é novidade para mestres experientes, usar a ajuda de determinados suplementos de um RPG em outros. O grande detalhe do “Livro da Magia” é que ele realmente é um grande suplemento genérico para cenários onde a magia esta presente, apesar de trazer regras e estatísticas para o sistema ao qual foi destinado, mas que devido a organização do livro você quase nem percebe ao folheá-lo.

Nabu, é você?

Nabu, é você?

Pra início de conversa o livro é excelente para amantes de quadrinhos, principalmente para os que gostam de saber sobre a história do surgimento dos quadrinhos, a fonte de inspiração dos seus criadores, etc. O livro abre em suas primeiras seis páginas com um histórico sobre o uso da magia nas histórias em quadrinhos começando na Era de Ouro, nos idos dos anos 30, chegando até a Marvel e DC dos dias atuais sem esquecer da Image e todas as outras editoras que neste mesmo período fizeram uso de personagens que dominavam a magia. Leitura sensacional.

Em seguida o livro lista os motivos e caminhos que seriam responsáveis pelo surgimento do herói místico, desde dos que aprendem sozinho e combatem monstros nas ruas, aos encapuzados que combatem seres de outras dimensões em realidades muito além da compreensão mundana. Ali tanto mestre quanto jogadores podem elaborar um passado ou uma origem muito bem detalhada para seus personagens e NPCs.

Thomas Rhymer ou John Constantine?

Thomas Rhymer ou John Constantine?

O livro segue trazendo ideias para criação de heróis, com exemplos de alguns já prontos, como Adrian Arkano (inspirado no Doutor Estranho), Thomas Rhymer (John Constantine), O Porteiro (O Espectro), entre outros, assim como vilões com alguns também já prontos para jogar, como por exemplo O Cavaleiro dos Pesadelos, o Conquistador Dimensional, O Demônio do Medo, O Mal Ancestral, O Matador de Magos, etc. Além disso trás também artefatos e itens mágicos, descrição de dimensões paralelas, lista de magias, ideias para criações de quartéis-generais (já que estamos falando de um grupo de super-heróis isso é básico), e tudo mais que um suplemento deve ter. Mas o que realmente torna “O Livro da Magia” bem legal para mim é a seção que fala sobre a construção da Série Mística.

Já tem um tempo que alguns RPGs vem utilizando o termo série ou invés de campanha em algumas de suas publicações. Talvez o mais bem conhecido deles seja “Primetime Adventures” um RPG indie criado por Matt Wilson na qual os jogadores devem produzir uma série de TV, com toda uma temporada de 5 a 9 episódios, ou sessões de jogos. Recentemente este jogo entrou em financiamento coletivo pelo KS para uma nova edição e foi financiado. O RPG, “Buffy, The Vampire Slayer“, da Eden-Studios, também procurava criar a ideia de campanha em forma de série de TV com cada sessão sendo um episódio.

Pois bem, como Mutantes & Malfeitores trata de super-heróis como os que vemos nos quadrinhos a ideia da série mística é igual ao arcos de aventuras que existem nas revistas de nossos heróis favoritos. São várias edições onde nossos heróis enfrentam um vilão ou uma crise até que consigam deter a ameaça. Temos como exemplo o arco “A Guerra da Trindade” que está acontecendo agora nas revistas da DC Comics aqui no Brasil publicadas pela Panini. Vários heróis reunidos combatendo um inimigo que ameaça a todos e cada edição de revistas diferentes (Liga da Justiça, Constantine, Flash, etc) trás uma parte dessa história que no nosso caso do RPG seria a campanha toda. Cada edição seria a nossa sessão de jogo.

Adrian Arkano.

Adrian Arkano.

Na construção da Série Mística do livro ele trás ideias de inimigos, como a crise começa, quais heróis ou arquétipos ficam melhor para aquela aventura, locações aconselháveis para rolar a aventura e tudo o mais que um mestre, desde o inexperiente ao mais calejado, precisam para elaborar como será o próximo desafio que seus jogadores enfrentarão. Como ando muito empolgado com a série de TV “Penny Dreadful” resolvi criar uma história de Call of Cthulhu ambientada na Era Vitoriana para narrar no próximo encontro do RPG na Ilha. Sempre que vejo a série é inevitável não pensar na Liga Extraordinária, criada pelo meu guru dos quadrinhos Alan Moore. Por isso recorri ao “Livro da Magia” para usar elementos da sua criação de aventuras para elaborar uma história, assim como também o estou utilizando para uma aventura de “Hellblazer” para usar com Este Corpo Mortal que irei narrar no mesmo encontro.

Com um preço bem legal, apenas R$33,00 e FRETE GRÁTIS, eu recomendo fortemente para todos que gostam de usar magia e elementos sobrenaturais em suas aventuras. Apesar de ser um suplemento para um RPG específico você não irá precisar do livro básico do mesmo se quiser aproveitar apenas as ideias contidas neles para aventuras místicas. Ou simplesmente para o que gostam de quadrinhos, porque a leitura dele é bem agradável.

E para vocês que curtem Mutantes & Malfeitores e gostam de jogar campanhas com miniaturas deixo uma dica. Clicando AQUI vocês serão direcionados a um site com MILHARES de miniaturas para baixar e imprimir de heróis e vilões feitos exclusivamente para o jogo além de heróis da Marvel, DC e editoras independentes. Abaixo deixo um exemplo do que irão encontrar no site. Para os que gostam de outros tipos de cenários vale a pena fuçar o site que tem miniaturas para vários outros RPG e até series de TV e filmes. Um grande abraço a todos.

-root-apache-tomcat-webapps-zippy2-ROOT-folderplikow (11) -root-apache-tomcat-webapps-zippy1-ROOT-folderplikow (1)

Anúncios

4 pensamentos sobre “O Livro Da Magia De M&M.

  1. Interessante terei que pegar esse livro! Estou fazendo uma adaptação de magos modernos (estilo Mago da white wolf). Inicialmente meu projeto foi utilizando o sistema Dust Devils, mas assim que conheci Este Corpo Mortal fiquei interessado. Alguém pode me dizer qual o grande diferencial dos sistemas? (tirando, claro, a parte que um usa baralho e outro não…)

    • Este Corpo Mortal é um sistema feito para cenários que usam a magia como sua principal característica, enquanto Dust Devils é um sistema onde a violência é principal característica. Apesar de você encontrar adaptações para cenários de magia aqui mesmo neste blog usando Dust Devils eu o aconselho a usar Este Corpo Mortal por ser mais apropriado se sua ideia de cenário tiver a magia como principal característica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s