King of Tokyo: Pegue Seu Monstro e Destrua a Cidade.

King of Tokyo” é um board game para 2 a 6 jogadores criado em 2011 por Richard Garfield, o mesmo criador de vários card games de sucesso como “Magic, The Gathering”, “Netrunner”, “BattleTech”, “Vampire: The Etenal Struggle”, e fabricado pela empresa Iello Games. Em “King of Tokyo” os jogadores tomam o papel de monstros mutantes e robôs gigantes com o objetivo de se tornarem o rei de Tóquio, bem no estilo de filmes como “Godzilla” ou das antigas séries de TV japonesas onde a capital do Japão era sempre invadida por estas criaturas. Para ganhar o jogo, é preciso acumular 20 pontos de fama, ou ser o único monstro sobrevivente depois que todos os outros perderem seus pontos de vida.

Os monstros que querem destruir Tóquio.

O jogo é baseado no rolamento de 6 dados de 6 lados que possuem símbolos especiais. Eles possuem números de 1 a 3, um símbolo de um raio, de um coração e de uma pata. Para conseguir pontos de fama o jogador deve acumular resultados no rolamento que venham com números iguais. Três resultados com os lados 1 representam 1 ponto de fama, três resultados com os lados 2 representam 2 pontos, etc. Cada resultado com raio dá ao seu monstro energia que pode ser trocada por cartas que dão vantagens momentâneas ou permanentes para o monstro. Resultado de coração faz seu monstro recuperar pontos de vida e resultado de pata faz seu monstro dar dano em outro monstro. Se seu monstro estiver dentro da cidade de Tokyo, ou seja, dentro do tabuleiro, ele dá dano em todos os monstros que estão fora. Caso seu monstro esteja fora do tabuleiro ele dá dano em quem está dentro. Os dados podem ser rolados até três vezes com o jogador escolhendo quais resultados deseja manter e quais ele quer rolar novamente, para que o jogador escolha melhor os resultados que lhe interessam baseado em sua estratégia.

As cartas que dão poderes aos monstros que são trocadas pelos pontos de energia acumulados.

O jogo conta com um pequeno tabuleiro que representa a cidade de Tóquio e sua baía. Quando se joga com até 4 jogadores usa-se somente a cidade, e quando se joga com 5 ou 6 jogadores usa-se a baía também. No início do jogo todos os monstros estão fora do tabuleiro e o primeiro que tirar um resultado de pata em seu rolamento ocupa um dos espaços, cidade ou baía dependendo do número de jogadores na partida. Manter seu monstro no tabuleiro tem suas vantagens e desvantagens, como por exemplo não poder se curar, mas depende da estratégia de cada jogador se quer ou não ocupar o tabuleiro com seu monstro e se quer se manter por lá.

O jogo é muito divertido e possui uma certa dose de estratégia, além é claro de uma boa dose de sorte. É diversão garantida seja em um grupo de gamers ou em família. A fabricante do jogo, a Iello, está promovendo um campeonato nacional de King of Tokyo nos EUA. Inclusive em seu site disponibilizou regras do torneio e um cartão para contagem de pontos de cada jogador. Foram lançados duas expansões para o jogo, introduzindo mais monstros e regras opcionais, que não são válidas neste campeonato nacional.

Pandakai, o panda gigante.

A primeira expansão foi “Power Up!“, lançado em 2012, que traz como novidades as cartas de evolução onde cada monstro que ao final do seu turno turno tiver rolado três corações pode comprar uma, e traz um novo monstro, Pandakai, que é um panda gigante.

Cada monstro agora terá um conjunto de cartas na sua mão que devem ser usadas para evoluir seu monstro durante o jogo tornando-o mais perigoso e monstruoso, aumentando o pesadelo para os pobres moradores da cidade japonesa. Algumas dessas evoluções são permanentes enquanto outras são apenas temporárias. Alguns jogadores reclamaram que as cartas de evolução do Pandakai desequilibram o jogo, mas nada que não possa ser resolvido já que essas regras são opcionais assim como o uso de todas as cartas de evolução.

Os novos monstros e dados da expansão “Halloween”.

Agora em 2013 foi lançado “King of Tokyo: Halloween” que traz dois novos monstros, Pumpkin Jack e Boogey Woogey, mais um conjunto de 12 cartas de evolução, que são agora de um novo tipo chamada “Costumes” (fantasias) que adicionam um novo e poderoso efeito no jogo, mas que podem ser roubadas por um outro monstro que fizer um rolamento de 3 patas, rasgando a fantasia do adversário. Além disso adiciona um conjunto de 6 dados na cor laranja para serem usados nos dias de Halloween.

A avaliação final do jogo é altamente positiva e espero em breve também estar fazendo um torneio para descobrir quem é o monstro mais perigoso e terrível de “King of Tokyo”!

Quem quiser conhecer as regras do jogo em inglês clique AQUI.

Anúncios

4 pensamentos sobre “King of Tokyo: Pegue Seu Monstro e Destrua a Cidade.

  1. Tive a honra de conhecer o jogo ontem, material de excelente qualidade, ótima temática e jogabilidade incrível. Qualquer um consegue jogar e se divertir bastante. As regras são simples e proporciona uma interatividade muito bacana entre os jogadores.
    Achei fantástica a ótica de monstros que brigam entre si pela parte no bolo da cidade de tókio.
    Super indico. Jogo muito bacana para jogar com a família e os amigos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s