“The Following” para Dust Devils.

The Following é uma série de televisão exibida no Brasil pelo canal de assinatura Warner, protagonizada por Kevin Bacon e James Purefoy. A série conta a história do agente do FBI Ryan Hardy que investiga Joe Carroll, um criminoso líder de uma seita de serial killers. Joe Carroll é um ex-professor universitário de literatura completamente fanático pela obra de Edgar Allan Poe. Ele se torna tão obsessivo pelo autor que começa a praticar crimes e assassina 14 estudantes, nos moldes dos contos de Poe, antes de ser capturado por Ryan.
 
Na cadeia Carroll consegue formar uma rede de contatos com outros potenciais seriais killers e forma uma seita que o libertam da prisão. Carroll agora pretende escrever um livro no estilo de Poe onde cada capítulo estará destinado a um dos seus seguidores cometendo um assassinato, ou vários, em busca de seu plano de vingança contra Ryan.
Ryan por sua vez é um ex-agente de campo do FBI afastado de suas funções por ter tomado uma facada de Joe, quando o prendeu, próximo ao seu coração. Ele usa um marca-passo que o impossibilita de ter uma plena capacidade física. Por conta disso é usado como consultor pelo FBI para trazer Joe de volta para a cadeia. Logicamente ele não se conforma de ficar apenas no escritório e sai para ação assim mesmo. Ele teve um caso com a ex-mulher de Joe quando este esteve preso, só aumentando o ódio de seu inimigo declarado por ele.
A série tem tido bons índices de audiência tanto no Brasil quando nos EUA e resolvi fazer uma adaptação para o RPG Dust Devils, publicado no Brasil pela Redbox Editora. Apesar da premissa principal de Dust Devils ser histórias no Velho Oeste existe no final do seu livro básico uma possibilidade de adaptar as regras do jogo para 3 cenários diferentes: Japão feudal, espionagem internacional e crimes de rua. Exatamente este último foi usado por mim para a adaptação dos personagens para o RPG. Como a história se baseia no conflito entre Ryan e Joe optei por fazer inicialmente apenas a adaptação dos dois personagens para servir de inspiração para mestres e jogadores que poderão fazer os outros personagens ou criar os seus próprios no lugar dos personagens secundários da série.
Neste cenário as quatro pontuações inciais vão até 10, diferente do cenário de Velho Oeste que vai até 5 apenas. Além disso os jogadores não podem combinar pontuações, usando em suas ações somente uma delas. Elas são agora: Ofícios, que mede a destreza manual do personagem e sua habilidade em realizar tarefas técnicas; Recursos, que mede a capacidade do personagem em ter acesso a equipamentos e informação; Violência, que é a capacidade do personagem em ser violento; e Emoção que é a capacidade do personagem em influenciar outras pessoas ou resistir a isso.
Os Traços permanecem o mesmo e o Perfil substitui o Passado e o Presente da ficha original. O Perfil cobre a ocupação e as especializações do personagem. O Zero é o mesmo que o Demônio, sendo algo que o jogador quer manter sobre controle ou não, como no caso de Joe.

Nome: Ryan Hardy

Ofícios: 5
Recursos: 8
Violência: 6
Emoção: 5
Traços: Intrépido
Traços: Fisicamente debilitado (usa marca-passo)
Perfil: Ex-Agente de Campo do FBI (3)
Perfil: Investigador (1)
Zero: Justiceiro – Ryan pratica justiça a qualquer preço. Quando mais novo matou o assassino do seu pai fazendo-o ter uma overdose de drogas e não se furta de usar a força letal contra os criminosos quando em ação.
 

Nome: Joe Carroll

Ofícios: 3
Recursos: 6
Violência: 7
Emoção: 8
Traços: Manipulador
Traços: Líder de Seita
Perfil: Professor de Literatura especialista em Edgar Allan Poe (2)
Perfil: Serial Killer (2)
Zero: Assassino Cruel – Joe utiliza de seu carisma e capacidade de influenciar pessoas para formar uma seita de seguidores que vem fazendo seu trabalho sujo e não tem nenhum escrúpulo em matar a sangue frio qualquer um que fique no seu caminho. Seu objetivo é escrever um livro contando seu assassinatos tendo Ryan como um dos personagens. Ele quer se vingar do agente que o prendeu e teve um caso com sua ex-mulher.
Para criação dos NPCs, como seguidores da seita ou ocasionais agentes do FBI, o mestre pode utilizar como referência os arquétipos presentes no capitulo deste cenário no livro. Pode também usar o sistema de Incidentes e Mãos Auxiliares para resolver conflitos ou então dando a eles o valor 6 em cada Pontuação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s